Viktor Schauberger

youtube/search=Schauberger

google/search=Schauberger

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FÍSICA de TESLA

radiant-tesla

free-energy.ws

johnbedini.net

cheniere.org

 

 

Cientista James MacDonald

Desde os anos 60, alguns poucos cientistas, como o Decano do Instituto de Física Atmosférica da Univ. do Arizona, dr. James McDonald, têm sacrificado suas vidas e carreiras para tentar efetuar um merecido "avanço da Ciência", o qual tem sido mantido desde os anos 50 em perfeito estado de Veto Obscurantista e Inquisitorial...

James E. McDonald foi um dos cientistas de peso que denunciaram as manipulações do Painel Robertson (CIA-USAF, 1953) e Relatório Condon (Univ. do Colorado, 1966), que foram tentativas fraudulentas, e mal dissimuladas, para se abafar os depoimentos de vários oficiais da Aeronáutica dos EUA, e depois de vários cientistas, sobre a movimentação dos “discos-voadores” nos espaços atmosféricos do habitat terreno... Como crise institucional, o processo atravessou 15 anos, com a CIA se intrometendo na Força Aérea, a Casa Branca alheia, a NASA sendo apontada como a instituição responsável pela “questão científica”, a ONU mostrando interesse, os civis ianques organizando comitês de pesquisa dissidentes da versão oficial, e a NASA não aceitando ficar com o “peixe”, segundo o prof. McDonald.

O Físico McDonald fez exposição na Sociedade dos Editores de Jornais em Washington, em abril de 1967, e na ONU em junho seguinte, denunciando as pressões contra os cientistas sérios. Havia ficado claro que o Relatório Condon era resultado de uma encomenda feita a um cientista inescrupuloso e a soldo da CIA. McDonald defendia a tese de que os “ovnis” eram o “maior problema científico de nosso tempo”. McDonald e outros cientistas usavam a expressão “ovni” como resultado de depoimentos positivos da Força Aérea e seus pilotos, que estavam sendo censurados. Porém, eles estavam longe de propor alguma tese inicial de interpretação. A questão foi parar numa Audiência no Congresso em 1968, proposta pelo N.I.C.A.P., que só foi aberta depois de várias censuras, e na qual McDonald, e o dr. Allen Hyneck, deram seus depoimentos. Em 1971 McDonald, segundo a versão policial registrada, teria se suicidado com uma pistola... que não possuía. [1]

 

[1] Gulliver, 1992, R.J., 1999, cap. XXII, nota [2]; e cap. IX

Os termos “explicação científica”, “fenomenológico”, “casuística”, etc, são utilizados dentro de um jargão pop-caricatural, devidamente repisado pela mídia corporativa para promover, de fato, uma pseudo-ciência. A pseudo-ciência é o próprio encobrimento dos relatórios da Força Aérea, de Keyhoe, Ruppelt, McDonald, Hynek, etc. O termo eufemístico e nebuloso “ufo” foi lançado em consequência do Painel Robertson e do Livro Azul, programas da CIA (com suas típicas torções linguísticas).

O termo “fenômeno-ufo” foi replicado e patenteado pelo cientista profissional Jacques Valée, num arroubo de provincianismo precoce: Gulliver, 1992, cap. XXI.

É claro que se há “seres” capazes de interferir no Sol com corpos maiores que a Terra... Estes não poderiam ser apenas “inteligências”, ou civilizações “extraterrestres”, mas habitantes de camadas, ou dimensões, superlativas em relação a nós. Por sua vez, as civilizações humanas avançadas observam a vida na Terra desde sempre... Estas circunstâncias não se provariam por meio de alguma ciência de “objetos”...
Certamente, em ambas as hipóteses, deveríamos procurar por depoimentos históricos sobre “o que existe”... As aparições não poderiam ser Fatos Isolados.

 

Cientistas

Os Cientistas desfrutam de uma posição curiosamente sacerdotal em nossa sociedade. Recebendo bons salários, e tendo carreiras garantidas pelo Estado em cada país, os Cientistas Profissionais, quase sempre, com exceções, não se sentem obrigados a fornecer esclarecimentos à sociedade sobre suas "pesquisas" luxuosas, a não ser de modo casual e diletante. A realidade eclesiástica dos Cientistas está muito distante da realidade do "homem comum", de modo que não é necessario, nem condizente, dar explicações detalhadas ao vulgo. E é assim que os Homens-de-Ciência, quando são chamados a emitir veredictos sobre "problemas científicos que afetam a sociedade" ... têm seus veredictos consumados como atos de pura autoridade jesuítica... [2]

 

[2] Essa disposição de encastelamento dentro dos aparelhos de Estado é típica das classes-médias-ascensionais: de modo a assegurar prerrogativas sob o manto moral de uma qualificação que os outros setores na sociedade não dispõem, somente eles. Não é um movimento “elitista”, é uma ação de desprezo pelos valores sociais mínimos, sejam eles burgueses ou populares...
Nos anos 90, surgiram os fiscais ambientalistas fascistóides, com o discurso de que somente eles entendiam das regras “ecológicas”, não os lavradores. As margens dos rios foram fechadas para agricultura, enquanto seriam de fato os melhores lugares para plantações, desde que se fizesse um mínimo controle do desmatamento junto às margens, conforme alegado... Os casarões dos abastados continuaram a fechar as margens dos rios.
Em 2016, setores do Judiciário brasileiro, altamente condecorado com verbas do Tesouro, decidiu perseguir setores específicos da classe política que, ao mínimo, está sempre obrigada a se reportar, e obter votos, do público. Recentemente, militares brasileiros, igualmente “condecorados” com uma farta fatia do Orçamento, decidiram ameaçar a sociedade civil com a ditadura, caso seus caprichos não fossem atendidos. Mais do que 4.000, 5.000 oficiais assumiram cargos no governo federal, acumulando os salários de carreira e dos novos cargos...
Ou seja, não se trata aqui de “interesses das elites”, ou da Burguesia, é a pequena-burguesia ciumenta que quer o seu lugar ao sol, enquanto mais da metade da população vive na miséria ou na pobreza.

 

Cientista Profissional

Nos anos de 1920 e 30 uma compreensão ampla do eletromagnetismo por parte de Nikola Tesla, e descobertas na hidrodinâmica, feitas por Viktor Schauberger, abriram perspectivas para uma Física não entrópica e não gravitacional, conforme os modelos vigentes desde os sécs. 19 e 17. A atração dos corpos seria consequência de uma composição específica de harmônicos (desenhos estáveis ressonantes) dos campos EM, sendo a levitação uma simples inversão dos mesmos. Subjacente ao que seria o “vácuo”, encontra-se no universo uma camada energética [uma camada de sustentação, conforme a tradição estóica: veja-se Diógenes Laércios; VII. 148] que é capaz de oferecer fluxo energético infinito: desde de que o cientista saiba como “abrir” este fluxo. Nas emissões de ondas eletro-magnéticas, além da oscilação latitudinal dos vetores elétricos e magnéticos ao longo do pulso de onda, conforme previsto na equação de Maxwell, haveria um valor escalar de carga sendo transmitido junto com o pulso, o equivalente a uma “partícula de energia”...

Para os estudantes de Física as questões estão resumidas no texto de Tom Bearden (e Leslie Pastor) em seu sítio a seguir. Observe-se a intensa pressão que os “cartéis de energia” e a casa financeira Morgan exerceram sobre os cientistas da época, Tesla, Edison, Hertz, etc. Todos os autores nesse campo, e isso nunca será enfatizado o suficiente, deixam claro o quanto a energia elétrica teria produção, e consumo, a baixíssimo custo em comparação com a produção entrópica, com enormes barragens e fiação, até hoje utilizada.

Tom Bearden, John Bedine, e dezenas de outros cientistas nas últimas décadas, assim como Tesla e Schauberger, são exemplos de dedicação sincera à “causa da Ciência”, no sentido humanista de se resolver problemas reais, de se obter um conhecimento útil do Universo -- por oposição à aquela conhecida dedicação científica exclusiva ao carreirismo honorífico & salários, malabarismos retórico-teóricos & badalações promocionais... característica dos individualismos competitivos dos quadros de classe-média pós-modernizados.

Em 2008, o cientista profissional-promocional Oliveira, achou por bem descaracterizar, insultar, a pessoa do Físico Tom Bearden, quando o sítio Cheniere.org lhe foi apresentado... ao invés de se dedicar a entender minimamente aquele enredo que fascina tantos outros homens bem mais ponderados e sérios do que ele é ...

a-historia-das-cronicas

 

Deliberate Discard of Asymmetric Maxwellian Systems
cheniere.org/articles/Deliberate Discard

In the hard physics literature, rigorous proof that eliminating the arbitrary Lorentz symmetry condition provides systems having free additional energy currents from the vacuum is given by M. W. Evans, P. K. Anastasovski, T. E. Bearden, Classical Electrodynamics without the Lorentz Condition: Extracting Energy from the Vacuum, Physica Scripta, Vol. 61, 2000:

It is shown that if the Lorentz condition is discarded, the Maxwell-Heaviside field equations become the Lehnert equations, indicating the presence of charge density and current density in the vacuum.

So eerily, more than a century ago and along with its very birthing, our “modern” classical electrodynamics and electrical engineering science was deliberately mutilated and crippled, specifically so that COP>1.0 and self-powering electrical systems – asymmetrically powering loads extracted from “free EM wind energy flows” from the vacuum/space itself – would never be known or developed by our electrical engineers.

We must quickly correct and update the electrical engineering model that was so deliberately “fixed” at Morgan’s command. And we must unleash our sharp young professors, doctoral candidates, and post doctoral scientists to quickly research and develop new asymmetrical Maxwellian systems that finally – after more than a century of delay – utilize the full extent of Maxwell’s 1865 quaternion-like theory prior to the 1880s and 1890s mutilation of it after Maxwell was already dead.

 

Os fotogramas do Lasco C3 de 04 a 19 de dezembro de 2014 foram apagados pelos funcionários científicos, depois de disponíveis por alguns dias. Nestes dias, o Corpo Azulão se manteve consistentemente ao lado do Sol, girando na mesma velocidade do satélite observador...
No dia 20, os fotogramas voltam a ser apresentados, mas o Corpo Azulão não está mais lá. O Sol emite uma monumental rajada de plasma neste dia... Rajadas intensas durante todo o período 2013/2014

 

Corpo Azulão

Depois de estarem disponíveis para o distinto público durante alguns dias, os arquivos de fotos do Corpo Azulão foram simplesmente DELETADOS pela "Nasa", isto é, por alguém de sua "Diretoria". Levando-se em conta que estes arquivos foram, de início, inseridos por Cientistas Profissionais, o que está acontecendo?? Veja na página Corpo Azul:

Quem mandou apagar os arquivos?? Por que os Cientistas Profissionais põem as fotos, porém "sem comentários" ou maiores explicações??

Se o Corpo Azulão está em fotos de satélites da Nasa que foram publicadas e depois deletadas -- isso não é plena evidência da significatividade do Corpo Azulão??

 

Um Dia Movimentado no Sol em 2011


No dia 01 de outubro de 2011, um cometa se aproxima do Sol, enquanto um solitário
disco-voador de tamanho incalculável era surpreendido pela câmera do Lasco C.2...

Às 18:12 o cometa Soho-2143 está prestes a se chocar com o Sol (círculo branco)

Logo após o impacto do cometa, o Sol emite uma violenta rajada...
Devido a sua massa irrisória, o cometa não seria, a princípio, a causa desta emissão...